Porque eu deveria ter a certificação PSM-1 da Scrum.org?

Hoje vou escrever sobre uma das mais concorridas e sonhadas certificações do mundo ágil, a Profissional Scrum Master 1 da Scrum.org (ou PSM-1). Vou começar com o básico da linha de certificações PSM e depois aprofundar mais na PSM-1. Boa leitura.

A PSM-1 é a prova inicial da Scrum.org, onde são cobrados conceitos básicos do framework Scrum e principalmente o papel do Scrum Master. Como o papel do Scrum Master é central na gestão da implementação do Scrum, tanto no nível do time quanto da organização, esta prova pode ser bastante desafiadora para aqueles candidatos que ainda não tem experiência com Scrum. Da mesma forma, se o candidato não estiver habituado com o Scrum Guide, apesar de ter experiência com Scrum ou agilidade. Vou explicar melhor isso…

Se você ainda não conhece a expressão "ScrumBut", vou apresentá-la a você agora. "ScrumBut" é uma expressão criada pela comunidade Scrum para aquelas situações típicas em empresas que estão implementando Scrum (ou acham que estão), onde o pessoal costuma dizer: "Usamos Scrum, mas …". "ScrumBut", na verdade, traduzindo para o português "ScrumMas", são aquelas disfunções ou adaptações feitas no Scrum como forma de fazê-lo funcionar na estrutura atual da empresa. Adaptações no Scrum são possíveis, e em até certo ponto normais em empresas que estão em processo de migração de um processo tradicional de gestão de projetos, para um modelo ágil, entretanto, o que a empresa está fazendo não é Scrum. Por este motivo que eu reforço o que escrevi antes, estude a teoria do Scrum e, especialmente para a PSM-1, cuidado com a sua experiência pessoal ou a implementação de Scrum da sua empresa pois poderá prejudicar o seu entendimento. Para a PSM-1, vale o Scrum Guide.

O Scrum é imutável, mas não é definitivo nem completo, nem muito menos prescritivo. Scrum é um framework dentro do qual você vai incorporar outras técnicas e práticas para complementá-lo. Repito: a prova é focada no Scrum Guide. Se você usa outros conceitos agregados como Kanban, Lean, XP, Crystal, etc, para efeitos de prova, esqueça. Desculpe se estou sendo repetitivo, mas a ideia é mesmo esta, reforçar que a PSM-1 é teórica.

Você está na fase Shu, de aprendizado. Bom, vou escrever sobre o Shuhari em um post futuramente, mas para este momento, entenda apenas que a PSM-1 representa a fase Shu, de aprendizado. Se a curiosidade for grande, leia este ótimo artigo sobre o Shuhari. Estando na fase de aprendizado, entenda que é fundamental prestar atenção nos detalhes e entender exatamente como funciona a regra do jogo. Sei que é difícil desligar o senso crítico, mas faça o esforço neste momento.

Aqui vai a primeira dica importante e vale para todas as certificações da Scrum.org: como você faz na sua empresa, ou como você aprendeu Scrum pode estar errado ou incompleto, então, por mais que você não concorde, siga sempre o Scrum Guide. Aprendi recentemente um pensamento muito bom que resume bem o sentimento; guarde isso no seu coração: "Não brigue com a prova".

As certificações para Scrum Master da Scrum.org têm três níveis, PSM-1, PSM-2 e PSM-3. Como já falei antes, neste primeiro nível, a PSM-1, o foco é avaliar se o candidato conhece o Scrum, suas regras, eventos, papeis e artefatos, sempre conforme o Scrum Guide. São ao todo 80 questões de múltipla escolha para responder em 1 hora. Se você já fez a conta, é isso mesmo: 45 segundos por questão. Agora, sorria.

Na PSM-2 a prova avalia se o candidato tem condições de resolver problemas reais complexos, com situações do dia-a-dia. Eu achei a PSM-2 uma das provas mais difíceis entre as 11 certificações que já fiz da Scrum.org, então, antes de encarar esta, garanta um ótimo score na PSM-1 e alguma experiência como Scrum Master. Esta tem 90 minutos e 30 questões de múltipla escolha. Sim, 3 minutos por questão. Os enunciados são longos, e muitas das questões são do tipo "Escolha todas as alternativas verdadeiras" ou "Escolha a alternativa mais correta". Três minutos por questão é pouco tempo, acredite em mim.

A PSM-3 é a prova de nível avançado/expert e diferentemente das anteriores que são apenas de múltipla escolha, esta possui 30 questões sendo apenas 6 de múltipla escolha e 24 discursivas, e você tem 2 horas para concluir. As questões devem ser respondidas textualmente (em inglês) e são corrigidas manualmente por PST's da Scrum.org. Ela é incrivelmente difícil, e menos de 900 pessoas no mundo passaram nesta prova. Eu realizei esta prova há poucos dias, e posso afirmar que acabei a prova exausto. Ah, antes que eu esqueça, a prova não permite copiar/colar, ou seja, nem pense em deixar respostas pré-prontas.

Resumo:

  • PSM-1: 80 questões múltipla escolha em 60 minutos. US$ 150,00 por tentativa. Nível iniciante.
  • PSM-2: 30 questões múltipla escolha em 90 minutos. US$ 250,00 por tentativa. Nível avançado.
  • PSM-3: 30 questões sendo 6 múltipla escolha e 24 discursivas em 120 minutos. US$ 500,00 por tentativa. Nível expert.

Todas as provas exigem 85% de acertos para aprovação.

Até aqui eu queria dar um panorama geral do que são as provas na linha de Scrum Master da Scrum.org. Espero que tenha situado o leitor sobre esta jornada. Agora vou focar exclusivamente na preparação para a PSM-1, baseado na minha experiência.

Uma boa notícia é que a PSM-1 é uma prova plenamente teórica. Com um bom domínio da teoria do Scrum, e mesmo sem experiência prática, você será capaz de passar nesta prova. Para me preparar para ela eu li estes livros:

  • Scrum: como fazer o dobro do trabalho na metade do tempo por Jeff Sutherland e JJ Sutherland: Este é um livro de fácil leitura, escrito por um dos criadores do Scrum (Jeff S.). Este livro está disponível em qualquer livraria e no Kindle, com tradução para português. Recomendo atenção especial ao case do FBI descrito neste livro.
  • Scrum: A Pocket Guide por Gunther Verheyen: Este é um livro fantástico, escrito por um PST muito experiente. Ele explica cada ponto do Scrum de uma forma extremamente clara e simples, em pouco mais de 100 páginas. Eu consegui este livro físico apenas em inglês na Amazon americana, mas ele está disponível no Kindle em português também.
  • Scrum Guide por Jeff Sutherland e Ken Schwaber: Este é o guia oficial do Scrum, que tem pouco menos de 20 páginas. Está disponível para download gratuito no site do Scrum.org em diversos idiomas, inclusive em português.

Além destas leituras, realizei muitas e muitas vezes os simulados do site da Scrum.org (open assessments), em especial Scrum Open e Product Owner Open. Me senti pronto para a prova quando estava tendo 100% de aproveitamento nos simulados constantemente. Entendo que esta seja uma boa indicação de quando você vai estar pronto para tentar a prova.

Existem muitos outros simulados gratuitos e pagos na internet. Se você pesquisar, encontrará ótimas ferramentas. Entretanto, aqui chamo atenção que alguns simulados podem conter erros ou questões de outras certificações que não estão de acordo com o Scrum Guide, podendo levar você ao erro. Sendo assim, caso você opte por utilizar simulados, busque recomendações. Algo que eu fiz que me ajudou muito nos simulados do Scrum.org foi tentar entender não só qual era a alternativa correta, mas sim, porque as outras alternativas estão erradas.

Uma das leituras mais curtas e que mais irá gerar reflexão (e fervorosas discussões na web) é o Manifesto Ágil. Este curto documento foi criado por um grupo de especialistas em software no ano de 2001 (entre eles os dois criadores do Scrum), e coloca na mesa uma série de princípios e valores para o desenvolvimento de software, em contraponto aos métodos tradicionais de gestão de projetos (de software). Cabe aqui dizer que este material é muito curto e extremamente denso naquilo que propõe, então, prepare-se para ler muito sobre este assunto, e adianto que tê-lo na ponta da língua é desejável. Mas do que isso, compreender seu propósito, nuances e o os porquês dele poderá ajudar muito na sua jornada.

Aqui me dou o direito de uma reflexão particular. Na primeira vez que eu li o Manifesto Ágil, ao terminar pensei: "Ah, ok. Isso é óbvio, nada de especial". Mas ao evoluir nas leituras, e principalmente, refletir sobre muitas e muitas experiências profissionais que eu vivi com times de software não muito ágeis (e gerentes menos ainda) ao longo dos 20 anos de profissão, percebi o quão poderoso e disruptivo ele era. Quando você começa a desconstruir a forma de pensar (leia-se o mindset), algumas coisas começam a fazer mais sentido. São nestes momentos de epifania que você percebe que estudar e aprofundar-se na teoria de Scrum é apenas a ponta do iceberg. Prepare-se para o mergulho e para a jornada.

Uma pergunta recorrente: “Não trabalho em TI, posso estudar Scrum, fazer a PSM e ser um Scrum Master ?”. Em tese, sim, pode. O Scrum pode ser utilizado para qualquer projeto ou esforço que envolva trabalho complexo, como o desenvolvimento de software. Existem muitos casos descritos de uso de Scrum em outras áreas, como por exemplo, no ensino, contabilidade, etc. Eu sinceramente não tenho experiência com Scrum sem ser em times de desenvolvimento de software, então, não posso me aprofundar muito nesta questão. O fato é que tanto o Scrum como os demais frameworks ágeis foram concebidos em função da indústria de software, então, a literatura é toda baseada em práticas relacionadas a este segmento de mercado. Então, tenha em mente que alguns conceitos podem não fazer sentido se você vem de outra área. Procure orientação neste caso.

Voltando ao foco …

Existem alguns pontos-chave no entendimento do Scrum que no início eu não dei tanta importância nem destinei tanto tempo para reflexão. Entretanto, com o passar do tempo, percebi que são fundamentais.

  • Empirismo (ou empiricismo): entenda o que é, como funciona, benefícios e qual contexto é necessário para que funcione. Relacione com o item a seguir.
  • Pilares do Scrum: Inspeção, Adaptação e Transparência. Entenda a relação com o empirismo e o propósito de cada um. Ressalto que chamam-se pilares não por acaso, todo o processo desmorona se um deles faltar.
  • Valores do Scrum: Foco, Comprometimento, Abertura, Respeito e Coragem. Entenda do que se trata cada um deles, e como eles se inter-relacionam com a Confiança. Não pense que os valores devam ser apenas um quadro na parede, para que todo mundo seja legal com todo mundo. É muito mais profundo do que isso. Um spoiler: sem os valores bem estabelecidos e vivenciados, você mata a inovação, a criatividade, a agilidade, a sinergia, a cooperação e a colaboração no nível do time e da organização. Entenda também o papel da transparência neste caldeirão.

Tenho ainda mais três dicas para você:

  • Cursos e/ou mentorias: existem profissionais experientes que oferecem cursos ou mentorias para ajudar você nesta jornada, com custos muito atraentes. Nestes cursos são apresentados todos os conceitos da prova e muitos deles oferecem guias de estudo e simulados. Além disso, você vai perceber que ao longo da caminhada muitas dúvidas irão surgir, pois alguns pontos da teoria do Scrum são subjetivas. Ter o apoio de um mentor pode ajudar muito a dar saltos, e encontrar atalhos.
  • Cursos oficiais: a Scrum.org oferece cursos oficiais para as certificações de nível iniciante e intermediário, no caso deste post, para PSM-1 e PSM-2. São cursos excelentes e padronizados mundialmente. Não é lá muito barato, porém, além das 16 horas de treinamento, está inclusa uma tentativa para realizar a prova (em 14 dias depois do treinamento) e se você não conseguir passar, tem mais uma chance. Eu tive oportunidade de participar dos cursos de PSM-2, PSPO-2 e SPS, e posso afirmar que são muito bons mesmo. Regularmente eu volto ao material dos cursos para lembrar algum detalhe ou esclarecer alguma dúvida. Recomendo.
  • Conteúdo do site Scrum.org: o site da Scrum.org é recheado de conteúdos excelentes. No blog tem posts de altíssimo nível, extremamente bem escritos por profissionais e PST's (Professional Scrum Trainer) de todo o mundo. Criando a sua conta no site, você tem acesso à uma área restrita com Learning Path's (em tradução livre, caminhos/direções de estudo), com conteúdos direcionados para a PSM (Scrum Master).

Finalmente, a resposta à pergunta de um milhão de dólares: vale a pena o investimento e o esforço para ter a PSM-1 ? Bom, a resposta é um imenso "Sim!". Vou colocar abaixo meus argumentos, objetivamente:

  • As leituras e o estudo para a PSM vão dar a você massa muscular para repensar sua forma de trabalhar em equipe e seus processos de trabalho. Mesmo que você não se torne um Scrum Master ou não trabalhe em um time que utilize Scrum, posso garantir que vai valer a pena.
  • Existem muitas certificações de Scrum no mercado, mas a maioria delas é barata e muito fácil. Ou seja, na prática um candidato que tenha uma certificação "genérica" (aqui digo genérica como não-oficial, ou, não ligada a um dos criadores do Scrum e ao Scrum Guide) provavelmente não terá valor prático nenhum, nem em termos de currículo nem conhecimento. A PSM-1 é rigorosa, custa US$ 150,00 por tentativa e você precisa acertar 85% das 80 questões em 1 hora. Então, ter ela no seu currículo é algo realmente relevante e reconhecido.
  • A Scrum.org é uma empresa norte-americana. Então, a PSM vai ter valor para sua carreira mesmo em oportunidades de trabalho no exterior.
  • Atualmente 70% das empresas de software no mundo trabalham com Scrum.

Outra pergunta que eu ouço bastante: já tenho certificações "genéricas". Preciso estudar muito para fazer a PSM-1 da Scrum.org?

Depende do que você chama de genérica. Se você tem certificações de Scrum da Exim ou da ScrumAlliance, você certamente já tem uma ótima base da teoria do Scrum porque ambas são orientadas ao Scrum Guide. Todas as demais certificações que eu tomei conhecimento até aqui têm discrepâncias e disfunções. Estas discrepâncias normalmente estão relacionadas a valores ou DNA de comando-controle, típico de um pensamento não ágil, das metodologias tradicionais de gestão de projetos. Digo isso com propriedade, pois eu já fiz muitas destas provas, e posso afirmar que há muitos erros de conceito. A minha sugestão é simples, se você não tem nenhuma certificação ainda, foque na PSM-1. Se já tem alguma, deixe de lado e reveja a teoria para dirimir equívocos. E lembre, não brigue com a prova.

Espero que meu post tenha sido esclarecedor e ajude você na jornada de estudos. Eu pretendo escrever daqui pra frente de forma mais disciplinada, aprofundando temas específicos do Scrum, das certificações e de agilidade.

Observações pertinentes:

  • Muitos livros e artigos relevantes estão disponíveis apenas em inglês. Se você tem dificuldades com a leitura em inglês, fica aqui um mantra que você já deve ter escutado milhões de vezes, e eu como bom prolixo, repito: estude inglês, remova este impedimento da sua vida.
  • Não sou vinculado a nenhuma das instituições ou empresas que citei aqui neste post.
  • Minhas opiniões sobre certificações "genéricas" são baseadas nas minhas experiências e percepções. Também gastei dinheiro com elas, e … paciência.
  • O papel do Scrum Master não é ser um Gerente de Projeto 2.0. Se você é GP, com certificação PMI-PMP e pretende se tornar um Scrum Master, entenda que o primeiro passo é exorcizar o comandante dentro de você. Scrum Master é um cargo de gestão do processo, não das pessoas.

Dicas, comentários e sugestões são sempre bem vindos.

Bons estudos e boa sorte nas provas.

Conheça mais do meu trabalho no meu site pessoal neste link: https://www.tiagoluz.com.

Software developer since 1999, Agilist, entrepreneur and passionate musician. Having fun challenging my limits. Scrum enthusiast. https://www.tiagoluz.com

Software developer since 1999, Agilist, entrepreneur and passionate musician. Having fun challenging my limits. Scrum enthusiast. https://www.tiagoluz.com